cine clube de viseu | cinema na cidade | cinema para as escolas

facebook | instagram | youtube

destaques

destaques

Voos Domésticos

O Cine Clube de Viseu quer reunir filmes de arquivo, reflectindo sobre os arquivos fílmicos e os diferentes usos do cinema ao longo da história.

Os filmes amadores e familiares são um cinema diferente, o lado B da história das cidades e suas gentes, contada na primeira pessoa e sem filtros. Para preservar este património cultural, o Cine Clube de Viseu vai iniciar um arquivo da vida da região com possibilidade de digitalização destes arquivos.

Sob o título de Voos Domésticos (iniciativa apresentada na edição vistacurta 2021), procuramos reunir filmes de arquivo, reflectindo a importância dos arquivos fílmicos e os diferentes usos do cinema ao longo da história. O objectivo é criar um espaço de encontro através das imagens, fazer crescer vínculos comunitários, proteger um património com interesse social e cultural, que reflecte a vida quotidiana nas décadas de 50, 60, 70 e 80.


As pessoas interessadas em formar parte desta iniciativa devem contactar o Cine Clube através do correio electrónico geral@cineclubeviseu.pt ou telefone 232 432 760.

DATAS
De Maio a Junho de 2022 o Cine Clube terá uma convocatória aberta à comunidade, nos termos que a seguir se definem.

INFORMAÇÕES
• As candidaturas podem ser apresentadas de forma individual ou colectiva, podendo cada candidata/o apresentar quantas propostas desejar.
• Suportes: Película (8mm, Super 8mm, 9,5mm...), Vídeo (VHS, Betacam...), Digital (DV, Mini-DV...)
• Todas as candidaturas deverão fazer-se acompanhar de uma informação/memória descritiva sobre o filme (ano, locais de filmagem, tipo de câmara)
• Esta convocatória é pensada para filmes que tenham sido filmados no distrito, ou para arquivos filmados noutras paragens, mas filmados por pessoas naturais no distrito de Viseu, ou que aqui vivam.
• Para participar, os interessados devem preencher o formulário de inscrição.


O Cine Clube de Viseu compromete-se a apoiar a digitalização dos arquivos, caso a caso, nos projectos seleccionados. A digitalização dos arquivos em película dependerá do protocolo a celebrar com entidades competentes em território nacional.

O Cine Clube de Viseu não tem a obrigação de justificar a sua decisão de selecção, embora seja essa a sua intenção. Os projectos seleccionados podem ser integrados no arquivo do Cine Clube de Viseu e ter sessões públicas a organizar em articulação com os autores/proprietários.

Com este projecto, o Cine Clube reafirma o compromisso de fomentar a valorização do audiovisual como elemento vital da história da nossa comunidade, nas suas modalidades menos exploradas, assim como promover a criação de redes e programas de colaboração para fortalecer los vínculos nacionais entre investigadores, criadores e instituições.

FORMULÁRIO DE REGISTO


Arte M'Bale
António Ribeiro de Carvalho, 1972-73

Um exemplo destes filmes intimistas são as gravações de António Ribeiro de Carvalho, sócio n.º1 e sócio honorário do Cine Clube de Viseu que, enquanto viveu em Angola, registou alguns filmes documentais, como Arte M’Bale, apresentado publicamente em Outubro de 2021, no vistacurta. Mais informações →


Viseu: A Cidade-Jardim da Beira Interior
Amélia Borges Rodrigues, 1936